domingo, 13 de fevereiro de 2011

NÃO HÁ FALCAO? HÁ OTAMENDI!

FICHA DO JOGO
(Clicar no quadro para ampliar)

Quem não tem cão, caça com gato. Foi esta a máxima popular com que o FC Porto foi a Braga buscar os três pontos da ordem, com todo o mérito, conquistando uma saborosa,  importante e justa vitória, dando mais um passo rumo ao objectivo final.

Foi uma exibição serena, tranquila, inteligente, controladora e dominadora que não permitiu espaço nem veleidades ao seu adversário.

O FC Porto foi a única equipa capaz de jogar com o intuito de marcar e resolver o jogo a seu favor, criando as jogadas e as oportunidades mais flagrantes de perigo.

Foi superior em todos os capítulos do jogo e quando assim é, só resta dar os parabéns aos jogadores portistas e desejar-lhes que continuem a caminhada para o título com esta mesma atitude.

Hoje todos mostraram empenho, solidariedade e a serenidade necessárias para desfazer a teia montada por Domingos Paciência, vencer a agressividade, ás vezes excessiva, dos jogadores bracarenses  e inventar espaços para a baliza contrária. Hulk e Bellushi estiveram perto do golo, mas foi Otamendi que logrou alvejar com êxito as redes minhotas e logo em dose dupla, demonstrando um faro especial pelo golo.


O resultado peca por escasso face às oportunidades desperdiçadas. O FC Porto actuou como um bloco certo e afinado. O destaque vai naturalmente para o autor dos dois golos, pois serviram para materializar a superioridade portista.

Tem que ser esta a resposta ao latido dos cães, enquanto a caravana passa!

5 comentários:

  1. ... E o jogo foi um bom espectáculo, resultando numa bela vitória do F. C. Porto, tudo como queríamos!
    Afinal os mouros é que continuam com a pressão contrária, mantendo-se a uma distância considerável, sofrendo, apesar de andarem ao colo da comunicação social, e ficando depressivos. Com que cabeça eles ficaram, mais uma vez...!
    Bem disse o André Villas-Boas que o Porto continua a ser a melhor equipa portuguesa e não precisa, como fazem os lampiões, de contratar jogadores das equipas adversárias na ocasião.
    Enfim, está dado mais um passo importante, ultrapassado o difícil obstáculo de Braga, rumo ao título.
    Abraço.
    http://www.longara.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  2. Não podia concordar mais!...(e eles estão fortíssimos! Com direito a exibição de gala e tudo ! Aliás, se eu fosse cega, diria que pelos comentários ouvidos, o Benfica fez exibição digna de bisar o título!) Estes 11 pontos tiram muita gente da lucidez...

    ResponderEliminar
  3. Bom dia,

    Quanto ao jogo, não foi brilhante, mas sim seguro, controlado e fundamentalmente 3 pontos contra um adversario dificil, que so se limitou a rematar 2 vezes.

    Mais uma chapada de luva branca do AVB contra os detratores. Só 2 empates, e ainda um deles com um golo irregular do adversario. Melhor é impossivel.

    Um abraço

    http://fcportonoticias-dodragao.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  4. Tirando os primeiros dez minutos em que o jogo pareceu inclinado para o lado do Braga, embora a equipa bracarense tenha sido inconsequente e não tenha criado qualquer perigo para a baliza de Helton, o F.C.Porto acertou as marcações, espalhou-se bem no campo, pressionou alto, dominou, controlou e chegou ao intervalo a vencer, justamente, por um a zero, num excelente golo, à ponta-de-lança, de Nico Otamendi, a um minuto do intervalo. Para esse domínio portista contribuiu e muito, a boa prestação dos três médios que, muito subidos, matavam à nascença qualquer tentativa da equipa de Domingos poder sair a jogar, em transições rápidas, a sua arma mais perigosa. Fernando a jogar e a entregar bem, Moutinho a ajudar na recuperação e também, junto com Belluschi, na construção e na ligação com o trio de avançados, foram donos do meio-campo e contribuiram para quarenta e cinco minutos muito agradáveis do líder do campeonato.
    Mesmo considerando que num remate de Hulk à barra e num grande tiro de Belluschi, que Artur fez uma grande defesa, o conjunto de André Villas-Boas podia ter chegado à vantagem mais cedo, também é verdade que o resultado pela diferença mínima, espelha da melhor forma o que foi o primeiro período do jogo.


    A segunda-parte começou como tinha acabado a primeira: F.C.Porto a entrar forte a dominar, a criar perigo e logo aos cinco minutos, um grande remate de James para mais uma grande defesa de Artur a manter o conjunto minhoto no jogo. E foi assim, sempre muito mais Porto, que aumentou a vantagem, novamente por Otamendi e até podia vencer por mais um ou dois golos, que não viria nenhum mal à justiça do resultado. De realçar, também, os dois golos de bola parada, caso raro e por isso merece destaque.

    Resumindo: grande vitória, grande Otamendi e uma exibição muito bem conseguida da equipa portista. Mais um passo, este de gigante, rumo ao, como disse desde a primeira hora, principal objectivo da temporada, a conquista do campeonato - a luz que se vê no fundo túnel que nos vai levar ao título, é cada vez mais intensa. E uma grande injecção de confiança para Sevilha. Como não somos fanfarrões, nem embandeiramos em arco, não puxamos dos galões e meus amigos, se há equipa que tem legitimidade para se por em bicos dos pés, somos nós. Como disse o nosso treinador quem vai em oito vitórias consecutivas; quem, em vinte jogos, ganhou dezoito; quem tem apenas sete golos sofridos e quarenta e seis marcados, podia gritar que é o maior, mas mais vale assim, não queremos do nosso lado prostitutos, vendidos, entrevistas de encomenda para lançar a confusão e desestabilizar. Neste momentos estamos felizes. Os porcos da bola, esses, estão a Kompensan e Rennie. Alguns, quando se olham ao espelho vêem aquilo que são: uns ratos de esgoto, uns sabujos, uns sem vergonha!


    PS - O treinador do Benfica, levou CINCO no Dragão, estava na merda, mas bastou ganhar ao F.C.Porto para mostrar a sua dimensão de pobre de espírito, de gentinha sem nível e tentou pisar o F.C.Porto e o seu treinador. As suas declarações ficam guardadas para memória futura.
    Mas Jesus só é assim, porque os prostitutos lhe dão corda, vestem a mesma camisola e depois, como acabei de ouvir na Antena 1, ainda culpam Villas-Boas por se defender.
    Tenham dó, a vossa azia transparece em cada palavra... Penalty sobre Mossoró?! É melhor não dizer nada...

    Um abraço

    ResponderEliminar
  5. Boa noite amigo Dragaopentacampeao,

    Foi uma grande vitória num campo difícil.
    O Braga só rematou 2 vezes, por mérito nosso, e já depois de nós estarmos a vencer 2 a 0.
    Entramos determinados no jogo, aguerridos, pressionantes, e o nosso meio campo reinou em Braga.

    Excelente Fernando, um autêntico eucalipto que secou tudo à volta, Moutinho o pronto-socorro, e Belluschi muito criativo na construção e batalhador.

    Hulk muito forte novamente. James muito bem, e merecia um golo pelo que fez. Varela esteve menos bem.

    O nosso quinteto defensivo esteve implacável, muito seguro, bem subido e sem permitir espaços aos atacantes bracarenses.

    Nicolás "El Fiera" Otamendi marcou dois golos à "El Tigre", muito oportuno, e o primeiro golo é fantástico. Nitidamente o melhor em campo a par de Fernando.

    As galinhas continuam a ser levadas ao colo pela imprensa centralista de Lisboa, mas nós cá do FC Porto temos uns Bytes a mais de inteligência, e isto só nos motiva e dá força/vontade de vencer.

    Para essa imprensa vermelha aqui vai um caloroso Byte Foder à moda do Porto

    Abraço e boa noite

    Paulo

    http://pronunciadodragao.blogspot.com/D

    ResponderEliminar