sexta-feira, 22 de novembro de 2019

DRAGÕES DE OURO/2019
























Realizou-se ontem a cerimónia anual da Gala dos Dragões de Ouro, no palco do recente recuperado Pavilhão Rosa Mota - Super Bock Arena, situado nos jardins do Palácio de Cristal, no Porto.

Mais uma vez com a cobertura em directo pelo Porto Canal, desta vez também na FC Porto TV, a apresentação esteve a cargo dos jornalistas Ana Guedes e Júlio Magalhães.











Para além dos dragonados, a festa incluiu, como já vem sendo hábito, a participação artística de artistas consagrados da música e do humor, como  Sissi Martins e Rúben Madureira, Tiago Nacarato, Luís Jardim, Rodrigo Leão, Nuno Norte, Joana Marques e Herman José.


OS DRAGONADOS:

Casa do FC Porto nacional do Ano: Casa do FC Porto de Esposende






















Atleta Amador do Ano: Dick Jaspers (Bilhar)























Carreira: Dr. Nélson Puga (Departamento médico)























Atleta do Ano: João Rodrigues (Ciclismo)























Dedicação: Joana Teixeira (Responsável pela secção de Desporto Adaptado)























Parceiro do Ano: W52 (Ciclismo)























Atleta Revelação do Ano: Fábio Silva (Futebol)

























Atleta Jovem do Ano: Romário Baró (Futebol)























Atleta Alta Competição: Daymaro Salina (Andebol)























Projecto do Ano: FC Porto TV























Treinador do Ano: Magnus Andersson (Andebol)























Funcionário do Ano: Ana Lima (Secretária da Administração)
























Futebolista do Ano: Marega























Dirigente do Ano: António Borges (Andebol)























Sócio do Ano: Bispo D. Américo Aguiar























Dragão de Honra: Paulo Nunes de Almeida (a título póstumo - anterior Presidente do Conselho Fiscal)
























FOTO DE FAMÍLIA DRAGONADA























A cerimónia encerrou com o habitual discurso fluente e inteligente do Presidente Pinto da Costa, de improviso a patentear uma lucidez e memória invulgares.

O hino do FC Porto foi finalmente entoado na interpretação de Nuno Norte.

Sem comentários:

Publicar um comentário