segunda-feira, 11 de novembro de 2019

DE REGRESSO ÀS VITÓRIAS

















FICHA DO JOGO





























SISTEMAS TÁCTICOS




























O FC Porto venceu o derby portuense, na sua difícil deslocação ao estádio do Bessa, num jogo complicado em que o golo apontado muito cedo acabou por ser decisivo.

Privado de um leque de opções fora de comum, por via da recente lesão de Pepe que se juntou a Sérgio Oliveira e Romário Baró, mas também em face da indisponibilidade de Marchesín, Sarávia, Uribe e Luís Díaz, estes sob a alçada disciplinar por terem violado os regulamentos internos do Clube, Sérgio Conceição foi além das alterações obrigatórias, promovendo 4 mexidas no onze titular, em relação ao jogo anterior na Escócia. Diogo Costa, Mamadou Loum, Marega e Fábio Silva, foram os eleitos.


























Tratou-se de um jogo muito competitivo, como é habitual sempre que estas duas equipas se defrontam, disputado a palmo, sem espaços, com muitos duelos e tecnicamente bastante fraco. Este tipo de jogo fez com que as equipas ficassem muito encaixadas, provocando muitos passes errados, pouca fluidez de jogo, falta de tempo para decidir e por isso pouca beleza estética.

Desta amalgama ,salvaram-se poucos lances vistosos, um dos quais o golo de Alex Telles aos 9 minutos, um remate portentoso e colocado que ditou o resultado final. Tudo o resto não passou de entrega e comprometimento de ambas as equipas.

Nem mesmo as alterações operadas por ambos os treinadores conseguiram alterar a tendência e só nos minutos finais, Zé Luís rompeu um pouco, numa jogada em que o seu remate acabou a beijar o poste da baliza de Bracali.

Vitória suada e tangencial justa, frente a uma equipa que ofensivamente não criou grandes problemas.



Sem comentários:

Publicar um comentário